Destaque

Há um espectro que nos ronda: e assim nasce um Manifesto

Eis os motivos que nos trazem até aqui. Leia mais sobre o Coletivo Manifesto

Da esperança ao ódio, do ódio ao amor

Se “a rua é nóis”, como diz o bordão do rapper, podemos dizer que dessa vez o amor veio às ruas, ocupando a esfera pública.

Intolerância religiosa e a incapacidade de lidar com a diferença

Vivemos tempos difíceis com preconceitos de todos os lados, mas a nós, praticantes de religiões de matriz africana, foi dado uma definição perigosa, fomos demonizados.